Categorias
2ª aula: Gregos grande conversa ilíada

O calcanhar de Aquiles: fontes e evidências

Não é a mitologia que vem da literatura, mas a literatura que vem da mitologia.

Categorias
2ª aula: Gregos grande conversa ilíada

Não dava pra ter banhado Aquiles por inteiro?

Podemos ler literatura como quisermos. Mas sim, existem leituras mais e menos superficiais.

* * *

Na Internet, abundam discussões sobre se Jack cabia ou não na porta onde Rose estava flutuando depois do naufrágio do Titanic. Pessoas fazem gráficos, cálculos, experimentos para provar que, sim, ele de fato caberia na porta. Respondeu James Cameron:

“Jack tinha que morrer. A história só faz sentido com a morte de Jack. Se por acaso caberiam os dois em cima da porta, então foi erro do carpinteiro que deveria ter feito uma porta menor.”

Jack, assim como Aquiles, tinha que morrer. Senão não tinha história. Ser mortal é parte integrante da persona de Aquiles. Se Tétis tivesse conseguido torná-lo imortal, ele seria outra pessoa, a Ilíada seria outro poema, nossa conversa aqui seria outra conversa. Tudo seria diferente.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa

O significado literal da Bíblia: ler com amor

Até meados do século XIX, nunca tinha passado pela cabeça de ninguém que o Gênese poderia ser uma narrativa literal da criação do mundo. Pelo contrário, desde cedo temeu-se que colocar esses textos sagrados por escrito estimularia certezas estridentes, inflexíveis, irrealistas. (Como, aliás, Jeremias sugere em 8, 8-9)

Como um texto alegórico como a Bíblia passou a ser lido de forma literal justo na época mais científica da humanidade? Não é coincidência.

Abaixo, uma pequena história dos diversos significados possíveis da Bíblia ao longo dos milênios.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica gênese grande conversa jeremias samuel

Guias de leitura & cola rápida: 1ª aula, Bíblia Hebraica

Já é amanhã a primeira aula, Bíblia Hebraica, do curso Introdução à Grande Conversa: Um Passeio pela História do Ocidente através da Literatura.

As leituras principais são os livros bíblicos:

Gênese
Samuel

Eclesiastes
Jeremias

Para quem não teve tempo de ler tudo, ou quiser só dar uma relida nos partes principais, eis aqui os trechos mais importantes que vou abordar na aula de quinta feira, 2 de julho:

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica 2ª aula: Gregos grande conversa orestéia samuel

Samuel e Orestéia, políticos e religiosos

O Livro de Samuel e a Orestéia, ambos intensamente políticos e intensamente religiosos, contam a mesma história de maneiras bem diferentes.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa jeremias textos

“A vara da minha raiva”: os profetas e seus inimigos

Jerusalém está cercada pelos babilônios de Nabucodonosor e parece não haver esperança para os israelitas. O próprio rei implora a Jeremias por boas notícias (Jer 38), mas infelizmente todos os oráculos são negativos: o reino será mesmo conquistado e seus habitantes, exilados. Felizmente, contudo, o inimigo está a serviço do Deus dos israelitas:

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa

Jó: a resposta da não-resposta

O Livro de Jó talvez seja o ponto alto literário da Bíblia. Ele é dialógico e poético, trágico e racional, místico e rebelde. Infinitamente complexo, estranhamente consolador. Um mistério que já dura milênios e não parece perto de ser solucionado.

Como jovem ateu, o Livro de Jó me foi imensamente importante. Demorei muito para entender porque teriam decidido colocar na Bíblia um livro que, para mim, provava ou que Deus não existia ou que, se existisse, era um canalha caprichoso que não valia a pena adorar, seguir, obedecer; e, em ambos os casos, que nada nada fazia nenhum sentido.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica 2ª aula: Gregos 4ª aula: Cristãos evangelhos grande conversa

O bode expiatório de René Girard: Édipo, Jó, Jesus

O francês René Girard (1923-2015), partindo da crítica literária e transitando por áreas tão diversas quanto a psicologia e a religião, a antropologia e a filosofia, foi o último pensador a tentar uma grande teoria explicativa da humanidade. Como toda grande teoria explicativa generalista, ela é polêmica e combativa, soa óbvia e tautológica quando resumida, é vulnerável a críticas por especialistas de todos os lados, não consegue explicar tudo com a amplitude que talvez seu autor desejasse, mas é rica o suficiente para nos permitir enxergar os mesmos fatos, os mesmos fenômenos, a mesma realidade de maneiras diferentes, subversivas, inovadoras.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa

Ler a Bíblia como literatura

Para muitas de nós, é difícil, quase impossível, ler a Bíblia como literatura.

Literatura, quase que por definição, é inofensiva: podemos gostar ou não gostar, mas ela não nos humilha, oprime, exclui.

A Bíblia faz tudo isso. Muitas de nós foram expulsas de casa, sofreram agressões, não puderam casar com quem queriam, diretamente por causa de palavras escritas nesse livro que, agora, queremos estudar como se fosse literatura.

E é? A Bíblia é literatura?

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa samuel

Davi e Jônatas, amigos, amantes

No Livro de Samuel, Davi e Jônatas têm uma das amizades mais famosas, celebradas e controversas da Bíblia. Mais de um comentador interpreta que, na verdade, eram amantes homossexuais.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa jeremias

Os profetas bíblicos

Os profetas eram aquelas pessoas chamadas por Deus para profetizar em Israel, ou seja, para denunciar os abusos e pecados da população, para pregar que mudassem seus maus hábitos e para ameaçá-la com os castigos do Senhor.

Era um trabalho duro, duríssimo: precisavam profetizar horrores sem fim para as pessoas que amavam e, naturalmente, sofrer a terrível reação.

São talvez as figuras mais trágicas, mais atormentadas da Bíblia.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa jeremias

O consolo do profeta Jeremias

No meio de um ano ruim, um ano que infelizmente prometia ser o prelúdio de anos muito piores, o profeta Jeremias ousou ser otimista diante da tragédia.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica gênese grande conversa

Interpelar a Deus: Abraão, Jó, Esdras, Jonas

Alguns dos momentos mais belos, mais humanos, mais surpreendentes da Bíblia são quando humanos tem a temeridade de interpelar a Deus, de questionar sua justiça, de barganhar com ele pelas vidas e pelas almas de seus irmãos.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica gênese grande conversa

Deus, o Personagem

Talvez a faceta mais importante de Deus, personagem do Gênese, é o quanto que ele não nos parece em nada moralmente ou espiritualmente superior aos personagens.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica 2ª aula: Gregos gênese grande conversa

Auerbach sobre a Bíblia e Homero: como representar a realidade

Durante a Segunda Guerra Mundial, preso em uma cadeia turca, o alemão Erich Auerbach escreveu uma das mais importantes obras de crítica literária do século: Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. Em seu primeiro capítulo, “A cicatriz de Ulisses”, Auerbach contrasta os diferentes estilos literários da Odisséia e do Gênese, uma comparação que vai manter e desenvolver ao longo da obra, estudando a literatura ocidental até o século XX.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa

Freud e a Bíblia Hebráica

Como intérprete de sonhos, Freud se via como José; como líder de um movimento, se via como Moisés, libertando seu povo da ignorância e, como filho que renunciou a autoridade dos pais, se via como assassino de Moisés.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica gênese grande conversa

O Livro do Gênese: notas de leitura

Para a primeira aula, Antigo Testamento, do meu curso Introdução à Grande Conversa: um passeio pela história do ocidente através da literatura, estamos lendo o Livro do Gênese. Já escrevi sobre os autores do Gênese, seu contexto histórico, etc: leia todos os textos sobre o Gênese. Abaixo, algumas notas esparsas sobre diversos episódios.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica gênese grande conversa

Gênese, o livro das origens

Uma chave de leitura frutífera para o Gênese é considerá-lo um livro etiológico, ou seja, cujo objetivo é explicar o mundo como ele é “hoje” — no hoje de quando foi escrito, naturalmente.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica gênese grande conversa

Fecundidade e primogenitura no Gênese

O Gênese é quase darwinista em sua ênfase na fecundidade: claramente, a maior vitória possível é deixar o máximo de descendentes, povoar o mundo, encher a terra. Abaixo, algumas notas de leitura.

Categorias
1ª aula: Bíblia Hebraica grande conversa samuel textos

Faltiel, filho de Laís, marido de Micol

A Bíblia é meu livro preferido e, dentro dela, um de meus favoritos é o Livro de Samuel. A história de Faltiel é um dos motivos.