é arte

quando realizei um encontro “as prisões” em belém, fui entrevistado pela versão local do “sem censura”, programa ao vivo.

sem_censu_quarta_1

» leia o texto completo «

Sexo: o que é, como definir

Quando me perguntam “com quantas mulheres fiz sexo”, me dou conta de que nem mesmo sei definir o que é sexo.

» leia o texto completo «

resoluções de ano-novo

falar mais baixo.

não ser grosso com a minha mãe.

todo ano, há quinze anos, faço as mesmas resoluções de ano novo.

um ano desses, se tudo der certo, vou conseguir mantê-las a meu contento e, então, trocar de resolução.

até lá, continuo me esforçando nessas.

Uma resenha da “Autobiografia do Poeta-Escravo”, de Juan Francisco Manzano

Por Liliam Ramos da Silva.

Publicada na Revista Mulemba, v. 2, n. 14 (2016), da Faculdade de Letras da UFRJ.

homepageImage_pt_BR

» leia o texto completo «

problemas de primeiro mundo em cuba

só pode ter “problema de primeiro mundo” quem resolveu os básicos “problemas de terceiro mundo”: educação, saúde, moradia.

» leia o texto completo «

pequena teoria sobre a cozinha italiana

na itália, as pessoas comem as massas mais maravilhosas do mundo e nunca engordam.

por quê?

» leia o texto completo «

vidas vividas, escolhas escolhidas

antigamente, eu me perguntava como teria sido minha vida se tivesse feito outras escolhas.

hoje, me pergunto quais teriam sido minhas escolhas se tivesse vivido outra vida.

ler muito é o melhor substituto para a inteligência

se você ler livros o suficiente…

…sempre encontrará alguém minimamente famoso para validar suas opiniões e te fornecer uma argumentação para validá-las muito melhor do que qualquer coisa que você poderia desenvolver por conta própria. » leia o texto completo «

menos fotos

o que perdemos ao tirar mais uma foto?

SCMP 22AUG13 NS AIR4 SAM_3210A.JPG

» leia o texto completo «

Leituras, comentadas, de janeiro de 2017

Um mês de leituras cristãs, mais especificamente proféticas, mais especificamente católicas, mais especificamente jesuítas.

1. Introdução ao profetismo bíblico, de José Luis Sicre Díaz.
2. The Prophets, de Abraham Heschel.
3. The end of eternity, de Isaac Asimov.
4. Shit my dad says, de Justin Halpern.
5. Francisco, um papa do fim do mundo, de Gianni Valente.
6. Silence, de Shusako Endo.
7a. Exercícios espirituais, de Inácio de Loiola.
7b. The spiritual exercises.
8. Quando tudo se cala: o silêncio na Bíblia, de Silvio José Báez.

» leia o texto completo «

o privilégio de escolher

as duas classes sociais do brasil: pessoas-com-escolhas e pessoas-sem-escolhas.

» leia o texto completo «

tudo é prática

cada palavra conta. cada interação conta. tudo é prática.

» leia o texto completo «

5 coisas que eu gostaria de dizer às pessoas que pensam em suicídio

1. você tem esse direito
2. sua dor provavelmente vai passar
3. as pessoas que te amam vão sofrer
4. a química do seu cérebro pode estar errada
5. tem gente que quer te ouvir

5 coisas que gostaria de dizer a quem pensa em suicidio

» leia o texto completo «

tem uma pessoa do outro lado da crítica

sobre o trabalho de artistas vivas, eu só falo coisas boas. as ruins, eu calo.

» leia o texto completo «

Notas de um retiro em um campo de concentração

Na primeira semana de novembro de 2016 — entre o Dia de Todos os Santos, quando todos os maus espíritos estão soltos no mundo, e uma eleição norte-americana entre uma direitista militarista e um louco racista misógino; enquanto meu país sofre sob um desgoverno ilegítimo e meu estado enfrenta a ressaca pós-olímpica cortando serviços essenciais — participei de um retiro zen-budista em Auschwitz, na Polônia, realizado pela Ordem dos Pacificadores Zen.

Para quem está chegando agora, recomendo começar por meu texto Um escritor no campo de concentração, escrito antes do retiro. Abaixo, algumas palavras sobre a experiência pós-retiro zen em Auschwitz.

tomando sopa do lado de fora do campo de concentração auschwitz-birkenau. tomávamos sopa trazida em um caminhão, sempre com a mesma cumbuca e não podíamos usar colher

tomando sopa do lado de fora do campo de concentração auschwitz-birkenau. tomávamos sopa trazida em um caminhão, sempre com a mesma cumbuca e não podíamos usar colher

* * * » leia o texto completo «

contra a hipocrisia

nada pode ser mais hipócrita do que acusar alguém de hipocrisia.

» leia o texto completo «

recomendação

quando os nazistas tomaram a áustria, freud pediu pra sair.

o mundo inteiro estava olhando e os nazistas não ousaram fazer mal ao zero-um da psicanálise, mas dificultaram ao máximo o processo.

por exemplo, para obter o visto de saída, freud teve que assinar um documento que dizia:

“eu, professor sigmund freud, confirmo ter sido bem tratado pelas autoridades alemãs, em especial pela gestapo, com todo o respeito e consideração devidos à minha reputação científica, que pude viver e trabalhar em plena liberdade, que pude continuar minhas atividades por todas as maneiras à minha vontade, que encontrei cabal apoio de todas as autoridades a esse respeito, e que não tenho qualquer razão de queixa.”

freud não hesitou em assinar o documento e só perguntou se poderia acrescentar uma frase:

“posso, de coração, recomendar a gestapo a qualquer pessoa.”

» leia o texto completo «

Ainda se comprarão casas e campos e vinhas nessa terra

Depois de um ano tão ruim…

…um ano que infelizmente promete ser o prelúdio de anos muito piores…

(a eleição do Trump é ruim, mas seu primeiro ano na presidência seguramente será pior, etc)

…uma historinha que ousa ser otimista diante da tragédia.

» leia o texto completo «

leituras de 2016

minhas leituras são a história da minha vida.

* * * » leia o texto completo «

escravidão: o passado é o presente

a escravidão africana nas américas foi talvez a maior tragédia da era moderna.

» leia o texto completo «