Porque meus encontros são tão longos

Tempo não é dinheiro. Porque dinheiro perdido pode voltar.

* * *

Meu encontro As Prisões: Exercícios de Atenção começou durando apenas duas horas. Depois, de maneira orgânica e natural, foi crescendo, até se expandir para o dia todo. Mesmo assim, não era o suficiente: ao final do dia, mesmo exaustas, as pessoas diziam que tinha sido muito rápido e continuavam querendo mais. Por isso, criei as Imersões, que duram um fim de semana inteiro.

O encontro tem um preço sugerido de duzentos reais, mas dou gratuidade para todo mundo que pede. O preço é flexível e negociável: as pessoas-mecenas me sustentam para que ninguém precise pagar pelos frutos do meu trabalho.

Ninguém precisa pagar, mas todo mundo tem que ficar o dia inteiro.

(Naturalmente, podem sair a qualquer momento — senão, é sequestro — mas ninguém pode entrar depois de começar e nem voltar depois de sair.)

Ainda assim, poucas pessoas vêm regatear o preço do evento: muitas, entretanto, vêm regatear a duração do evento:

“Aaah, é o dia inteiro? Não é muita coisa? O dia inteiro não posso. O dia inteiro não dá. Posso chegar mais tarde? Posso sair mais cedo?”

As pessoas não resistem a ficar dias, semanas, meses, anos, décadas inteiras em instituições de ensino, estudando o que não querem, e, depois, dias, semanas, meses, anos, décadas inteiras no escritório, fazendo o que não querem, e todo esse esforço de uma vida inteira para obter dinheiro, para obter objetos, para obter prestígio, e, no fim, construir uma identidade fugaz que vai se desfazer ao vento….

Mas um dia inteiro ouvindo outras pessoas, saindo de si, chacoalhando certezas, ah, isso sim é intolerável.

“Pô, Alex, não rola ficar só duas horinhas?”

* * *

Pós-escrito

Faço dois tipos de eventos As Prisões: Exercícios de Atenção:

Os encontros, de um dia, aos domingos, e as imersões, de um fim-de-semana.

Nas imersões, temos mais tempo para processar as experiências e, por isso, elas são mais poderosas.

Já os benefícios dos encontros de um dia são práticos: são mais baratos, mais curtos, mais acessíveis.

Nas imersões, mesmo quando dou gratuidades, é preciso pagar pela hospedagem e alimentação, o que pode inviabilizar para muita gente.

Nos encontros de um dia, as gratuidades não precisam mesmo pagar nada.

(Sem dar gratuidades, nada disso faria sentido.)

* * *

Aliás, até o final de junho, a Imersão do Sudeste em setembro está saindo com desconto: de R$400 por R$200.

* * *

Eventos abertos

Encontro “As Prisões: Exercícios de Atenção”
(Aos domingos, o dia inteiro.)

SP 5ago2018 — Perdizes, 9h às 23h (#96) (2 vagas)

RJ 12ago2018 — Flamengo, 9h às 23h (#97)

* * *

Imersão “As Prisões: Exercícios de Atenção”
(Fins de semana, de sexta, às 18h, a domingo, às 17h.)

Sudeste 20-22jul2018 — Areias, SP (#95) (lotado)

Sudeste 21-23set2018 — Areias, SP (#98)

* * *

Para saber mais e se inscrever:
alexcastro.com.br/encontros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

What's this?

You are currently reading Porque meus encontros são tão longos at alex castro.

meta