Por onde começar a ler Machado de Assis | alex castro

Por onde começar a ler Machado de Assis

Apesar de amar literatura, Esposa sempre teve ranço do Machado, como tantas de nós, por ter sido forçada a ler o Bruxo muito jovem.

Argumentei que ela não podia dizer que não gostava do maior escritor da nossa língua sem ter lhe dado uma chance justa. Então, pedi para que lesse cinco contos dele, que eu escolheria. Se continuasse não gostando, aí sim poderia bater no peito e dizer que “não gostava de Machado”.

Foi uma escolha dificílima, mas eis aqui meu escrete dos cinco melhores e mais representativos contos de Machado de Assis:

“Cantiga de esponsais” (De Histórias sem data, 1884)
“Noite de almirante” (De Histórias sem data, 1884)
“A causa secreta” (De Várias histórias, 1896)
“Missa do Galo” (De Páginas recolhidas, 1899)
“Pai contra mãe” (De Relíquias de casa velha, 1906)

Para quem está pensando em começar a namorar o Bruxo, eis aí minha sugestão.

Ah, ela adorou. Claro.

* * *

Para que fique registrado, aqui vão os meus contos preferidos, dentre os publicados em livro, sem restrição numérica:

Relíquias de casa velha (1906): “Pai contra mãe”, “Maria Cora”, “Um capitão de voluntários”, “Suje-se gordo”.

Páginas recolhidas (1899): “O caso da vara”, “Um erradio”, “Missa do galo”.

Várias histórias (1895): “A cartomante”, “Entre santos”, “Uns braços”, “Um homem célebre”, “A causa secreta”, “O enfermeiro”, “O diplomático”, “Mariana”, “D.Paula”.

Histórias sem data (1884): “Cantiga de esponsais”, “Capítulo dos chapéus”, “Uma senhora”, “Conto alexandrino”, “Noite de almirante”, “A senhora do Galvão”.

Papéis avulsos (1882): “O alienista”, “Teoria do medalhão”, “O segredo do Bonzo”, “A sereníssima república”, “Verba testamentária”.

* * *

Para ler mais:

Dom Casmurro: um texto sobre o melhor romance do Bruxo

O escravo que Machado censurou: artigo acadêmico sobre a carreira de censor teatral de Machado

* * *

Para entrar em contato com Alex Castro:

siga: newsletter / facebook / twitter / insta / goodreads

escreva: eu@alexcastro.com.br

* * *

Me paga um café por mês?

Dez reais não compra nem uma revista semanal, nem um misto quente com café. Gastamos dez reais em qualquer porcaria, sem nem pensar.

E você? Pagaria dez reais por textos que você gosta? Que te fazem pensar? Que você cita e repassa aos amigos? Que mudaram sua vida?

Se você gosta dos meus textos, se eles te fazem pensar, se você cita e repassa pros amigos, te peço que considere fazer uma assinatura mensal de dez reais.

É pouco, muito pouco, mas faz uma enorme diferença.

Se apenas 3% das sete mil pessoas que assinam meu newsletter fizessem uma assinatura mensal de dez reais… isso cobriria todas as minhas despesas fixas. E eu poderia me dedicar exclusivamente a escrever esses textos que você gosta e cita e repassa. Esses que mudaram sua vida.

E eu agradeceria muito, muito mesmo.

Todas as mecenas e assinantes são parte integrante do meu processo de criação artística e serão citadas nas páginas de agradecimentos dos meus futuros livros.

Seja uma mecenas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

What's this?

You are currently reading Por onde começar a ler Machado de Assis at alex castro.

meta