Apoiadores do próprio Ego

Um desabafo comum:

“Buáááá! Eu super-apóio, do fundo do meu coração, a luta contra a

(outrofobia/homofobia/machismo/racismo/transfobia/etc)

mas agora uma pessoa

(homossexual/mulher/negra/trans/etc)

foi grossa comigo, não me ouviu, não entendeu minha posição, me chamou de

(outrofóbico/homofóbico/machista/racista/transfóbicoi/etc)

e chega, né? Depois de tantos anos de apoio, ainda tenho que ouvir isso?! EU?! Foda-se essa luta! Fodam-se essas pessoas! Elas que se virem! Bolsonaro 2018!”

* * *

Se uma pessoa

(hétero/homem/branca/cis/etc)

só apoia a luta contra a

(outrofobia/homofobia/machismo/racismo/transfobia/etc)

se as pessoas

(homossexuais/mulheres/negras/trans/etc)

forem legais com ela,

então, é uma apoiadora de merda.

A luta não é pessoal, é política.

Se alguém realmente acredita que a luta contra a

(outrofobia/homofobia/machismo/racismo/transfobia/etc)

é uma das lutas mais importantes do nosso tempo,

nada na conduta pessoal e individual das pessoas

(homossexuais/mulheres/negras/trans/etc)

seria capaz de convencê-la do contrário.

* * *

Militamos em prol de uma causa política?

Ou somente em prol de nosso próprio Ego?

* * *

Pós-escrito

Faço dois tipos de eventos As Prisões: Exercícios de Atenção:

Os encontros, de um dia, aos domingos, e as imersões, de um fim-de-semana.

Nas imersões, temos mais tempo para processar as experiências e, por isso, elas são mais poderosas.

Já os benefícios dos encontros de um dia são práticos: são mais baratos, mais curtos, mais acessíveis.

Nas imersões, mesmo quando dou gratuidades, é preciso pagar pela hospedagem e alimentação, o que pode inviabilizar para muita gente.

Nos encontros de um dia, as gratuidades não precisam mesmo pagar nada.

(Sem dar gratuidades, nada disso faria sentido.)

Para saber mais e se inscrever:
alexcastro.com.br/encontros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

What's this?

You are currently reading Apoiadores do próprio Ego at alex castro.

meta