Categorias
bio

Meu aniversário

Você não me deve nada. Mas aceito presentes. :)

Em fevereiro, faço aniversário.

Naturalmente, isso não tem importância alguma, nem na minha vida, nem na sua, muito menos na vasta escala do cosmos.

Mas, se você quiser me dar um presente em retribuição a todos os meus textos que leu de graça, se quiser fazer parte dos próximos textos que ainda vou escrever, a melhor maneira é se tornando mecenas, através do PagSeguro.

(Está tudo explicado na minha página de mecenato.)

Você pode ou me dar um presente único, fazendo uma doação de qualquer valor, ou fazer uma contribuição regular, todo mês.

É disso que eu vivo. É assim que eu crio esses textos.

* * *

Quem está no exterior, ou tem cartão internacional, pode ajudar de outra maneira.

A verdade é que livros são caros e acabo enterrando neles uma parcela significativa da minha pouca renda.

Então, se você gosta do meu trabalho, ou especialmente dos textos sobre literatura, posso sugerir um cartão de presente (gift card) da Amazon EUA?

Você clica no link (amazon.com/gift-cards), preenche o meu email (lll.alexcastro@gmail.com), escolhe o valor desejado, e pronto.

* * *

Não se esqueça, por favor, que realmente você não me deve nada. Meus textos são ofertados de graça, para quem quiser, sem condições. Pode ler à vontade. Sempre.

Mas, se mesmo assim você quiser me ajudar, serei sempre muito grato, mais grato ainda.

Ninguém me faz mais feliz do que quem me oferece o dom dos livros.

Todos as mecenas estão sempre listadas nas páginas finais de todos os meus livros. Esse ano, em breve, sai livro novo, Mentiras reunidas, e os nomes das mecenas, como sempre, estarão lá.

* * *

Um outro pedido

Saí do Twitter em 2012 e voltei, com outra arroba, em 2017: @outrofobia. Muita gente que me seguia antes não me segue na nova arroba… porque acha que já me segue! Confiram aí e, caso não estejam seguindo, sigam. Estou falando de muita coisa legal por lá.

Aproveitem e se sigam no Instagram também, mesma arroba: @outrofobia.

Hoje em dia, infelizmente, o mercado mede artistas de modo geral pelo número de seguidores nas redes. Tem editor que a primeira coisa que pergunta é isso. Então, preciso da ajuda de vocês. Por favor, me sigam e, se puderem, compartilhem. :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.