Eu não sei o que está acontecendo na Síria | alex castro

Eu não sei o que está acontecendo na Síria

Fala-se muito da obrigação de se informar, de seguir o noticiário.

Mas… por quê?

Qual é o benefício prático de acompanhar, digamos, os acontecimentos da Síria? Por que isso é bom? Por que é desejável? Por que eu deveria investir nisso meu tempo e meu dinheiro – que teriam que sair de outras atividades, pois ambos são recursos finitos?

Possuir essas informações me tornaria uma pessoa melhor, mais humana, mais aberta, mais generosa, mais digna? Não existe um certo frenesi aquisitivo nessa obssessão de acumular mais e mais fatos?

As respostas que recebo são sempre tautológicas:

“Se informar é bom porque é bom, ué. Temos que saber o que está acontecendo no mundo porque é importante! Claro!”

E eu pergunto:

Como sua esposa toma café? Que dias o lixeiro passa na sua rua? Qual é a flor preferida da sua mãe? Em quem você votou pra vereador na última eleição? Como seu avô e sua avó se conheceram?

Existe algo de seriamente errado em uma cultura que vende como fundamental a necessidade de saber o nome do presidente da França mas não do porteiro do prédio.

* * *

Pós-escrito

O espetáculo Outrofobia, primeira peça baseada em meus textos, está em cartaz em Curitiba, até 14 de julho.

O dramaturgo e ator Tomás Eon Barreiros fez o impossível e costurou vários dos meus textos em uma narrativa coesa.

Apesar da peça se chamar Outrofobia, apenas um texto saiu do meu livro Outrofobia:
— O desabafo da moça do crachá

Do meu novíssimo livro Atenção. saíram os textos:
— História de um homem ridículo
— Toda caneca já está quebrada
— Caminhada do privilégio

Do meu próximo livro, Prisões, saiu a:
— Prisão Obediência

Além de dois outros textos que só saíram na internet:
— A festa do meu privilégio
e esse aqui que você acabou de ler.

Quando fui a Curitiba para lançar Atenção., assisti alguns ensaios e fiquei impressionadíssimo com tudo que o diretor Surian Barone e o elenco conseguiram fazer com esses textos — que, em sua maioria, não são dramáticos e sim ensaísticos.

Estarei presente nas apresentações de hoje, sexta, 28 de junho, e também de sábado e domingo. Convido todas as pessoas leitoras curitibanas a virem compartilhar essa experiência conosco.

Trouxe alguns exemplares de Atenção., e, depois do espetáculo, estarei disponível para vender e autografar.

A temporada vai de 27 de junho a 14 de julho, no teatro José Maria Santos (R.Treze de Maio, 655, S.Francisco). Quinta a sábado, às 20h, domingo às 19h.

(A página de Facebook da peça está animadíssima, cheia de novidades. Dá pra comprar pela internet, clicando aqui.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

What's this?

You are currently reading Eu não sei o que está acontecendo na Síria at alex castro.

meta