Qual Bíblia ler?

Resposta rápida: Bíblia de Jerusalém (BJ).

É uma das mais populares, fácil de encontrar, em diversos tamanhos. Ela é maravilhosa: a tradução é linda, poética, literária; as notas são perfeitas, embasadas, acadêmicas, incorporando as últimas pesquisas; ela é ecumênica, tendo sido produzida por uma equipe de pessoas católicas, protestantes, judias.

Biblia de Jerusalem

* * *

Uma leitura leiga da Bíblia

Sou uma pessoa agnóstica, escritora, historiadora, professora de literatura.

A Bíblia é meu livro preferido. Já li de cabo a rabo três vezes. Tenho mais de vinte edições diferentes. Já li incontáveis livros sobre ela.

Mas, para mim, é só um livro, que leio por prazer literário, sob uma perspectiva leiga.

Então, é assim que minhas recomendações devem ser recebidas.

Existem várias e excelentes razões doutrinárias e teológicas para pessoas de cada religião ou denominação preferirem essa ou aquela Bíblia. Eu não vou entrar nessas razões.

* * *

O que é importante procurar

Para escolher uma Bíblia, você precisa levar em conta duas considerações:

1) aparato crítico: notas, introduções, glossários, mapas, etc.

2) linguagem: bela ou acessível, dependendo das suas necessidades.

* * *

Cinco bíblias, em três idiomas

Diferentes filosofias de tradução produzem textos distintos:

Bíblia do Peregrino (BP): Bíblia católica espanhola de 1993, cuja edição brasileira é não apenas a Bíblia mais poética e literária que temos, como também é a Bíblia brasileira com mais notas explicativas. Sua tradução é idiomática, não literal, ou seja, ela se concentra mais em traduzir as imagens e símbolos e metáforas por trás das palavras do que as palavras em si.

Traducción en Lenguaje Actual (TLA): Bíblia ecumênica espanhola de 2003, cujo objetivo é traduzir a Bíblia para uma linguagem acessível e atual e que tem o mérito de fazer isso muito bem e, ao mesmo tempo, não perder a beleza, a poesia e o ritmo do texto. É uma das minhas Bíblias preferidas.

Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH): Bíblia brasileira, originalmente protestante mas também disponível em versão católica com mais livros, que tem o mesmo objetivo da TLA, ou seja, linguagem acessível e atual, mas cujo resultado, na minha opinião, é um pouco seco, simplista, nada bonito ou sonoro, ficando assim estilisticamente muito aquém da TLA.

King James Bible (KJV): tradução inglesa mais tradicional, em um inglês do século XVII hoje difícil até para falantes nativos, mas totalmente insuperável em termos de beleza literária. Uma delícia de ler.

Bíblia de Jerusalém (BJ): Bíblia ecumênica francesa, em tradução brasileira, a mais popular entre estudiosos e teólogos, que busca uma tradução mais literal: às vezes literária, às vezes desajeitada. Suas notas são excelentes e eu recomendo, embora prefira a do Peregrino.

As abreviações das versões da Bíblia não são minhas, mas são as consagradas dentro desse campo de estudo.

* * *

Por que ler uma Bíblia de Estudo?

A Bíblia é uma coleção de textos escritos entre três e dois mil anos atrás. As pessoas leitoras comuns de hoje não têm mais acesso ao contexto histórico que explica grande parte de sua linguagem. Então, é imprescindível ler uma Bíblia que explique esse contexto para nós.

Nesse quesito, tanto a Bíblia de Jerusalém (BJ) quanto a Bíblia do Peregrino (BP) tem notas excelentes — mas com filosofias diferentes, difíceis de definir. Vale a pena folhear ambas versões e comparar as diferentes notas de alguma mesma história.

Já a Bíblia Pastoral (BEP) tem notas mais marxistas que são uma delícia, explicitando o lado mais social e igualitário e revolucionário do texto. (A nova edição Nova Bíblia Pastoral suavizou bastante o marxismo.)

Em termos de aparato crítico, essas são as três melhores Bíblias no Brasil, todas publicadas pela editora Paulus.

Eu prefiro a Bíblia do Peregrino (BP) por um nariz. Mas, como ela pode ser difícil de encontrar, recomendo, de modo geral, a Bíblia de Jerusalém (BJ), que é tão boa quanto.

biblia do peregrino

* * *

Por que ler uma Bíblia católica?

Bíblia católica possui diversos livros que a Bíblia protestante não têm: Tobias, Judite, Sabedoria, Baruc, Eclesiástico, I Macabeus, II Macabeus e trechos de Ester e de Daniel.

As razões dessa diferença são longas, antigas, complexas e não vem ao caso. Para quem está lendo a Bíblia de uma perspectiva leiga e literária, não faz sentido se privar de alguns de seus livros mais legais. Melhor ler a versão que possui mais livros.

Na verdade, o ideal mesmo não seria nem uma Bíblia católica, mas sim grega ou ortodoxa, que possuem ainda mais livros, mas, que eu saiba, não existem boas edições em português.

(O meu livro bíblico preferido, por exemplo, II Esdras, só consta de algumas Bíblias ortodoxas.)

Para quem lê inglês, recomendo fortemente as edições New Oxford Annotated Bible e The Harper Collins Study Bible, que, além das excelentes notas, contém todos os livros que fazem parte de qualquer versão oficial da Bíblia.

* * *

A linguagem da Bíblia

Nas Bíblias de Jerusalém (BJ) e, especialmente, na do Peregrino (BP), houve um cuidado especial com o aspecto literário da linguagem bíblica: são livros feitos também para ser lidos como literatura.

A Bíblia do Peregrino (BP) talvez seja a tradução mais bela, mais poética em português.

Para quem lê inglês, o estilo da Bíblia King James (KJV) é belíssimo, insuperável.

Já na Bíblia Pastoral (BEP), a marxista, a beleza da linguagem não foi uma preocupação e sim sua acessibilidade.

Entretanto, mesmo a linguagem das Bíblias de Jerusalém (BJ) e do Peregrino (BP) pode parecer difícil e antiquada para algumas pessoas e, assim, atravancar a leitura.

Nesse caso, recomendo ou a marxista Bíblia Pastoral (BEP) ou a protestante Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH), na versão Bíblia de Estudo.

Cuidado ao comprar: as Bíblias de Jerusalém (BJ), Peregrino (BP) e Pastoral (BEP), são vendidas em diversos tamanhos e formatos, mas é sempre a mesma Bíblia. Já Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH) é vendida em edições com e sem as notas explicativas. Prefira a versão Bíblia de Estudo, com as notas.

As notas explicativas da NTLH versão de Estudo não são tão boas e abrangentes quanto as da BP e BJ, mas resolvem a maioria dos problemas. Na verdade, elas nem se propõem a ser: como o objetivo da NTLH é ser mais acessível, ela pré-resolve boa parte dos problemas que seriam explicados nas notas já modificando e adaptando o próprio texto. (Algo que muitos consideram literalmente heresia.)

Outra diferença: a NTLH é uma tradução protestante. Isso quer dizer que ela tem alguns livros a menos que as Bíblias católicas, como Tobias, Macabeus, etc. A Paulinas lançou recentemente uma NTLH católica, ou seja, uma NTLH com mais esses livros. Infelizmente, essa edição não tem notas boas.

Na minha opinião, o maior problema da NTLH e da BEP é a linguagem seca: ambas abdicara completamente de qualquer tentativa de tornar o texto mais bonito, mais poético, mais literário.

Não precisava ser assim: a tradução equivalente em espanhol (TLA, Traducción en Lenguaje Actual) consegue a proeza de ser simplificada e modernizada, e belíssima e poética.

A BEP e a NTLH infelizmente sacrificaram a poesia e o estilo em prol da simplicidade e acessibilidade.

Não é necessariamente uma má troca. Muitas pessoas simplesmente não possuem vocabulário nem facilidade de leitura para ler as outras versões. Então, a simplicidade da BEP e da NTLH permite que a Bíblia seja acessível a elas.

Nem que apenas para que tenham acesso ao texto e, depois, consigam ler uma Bíblia de texto não simplificado.

* * *

Bíblias pioneiras

A primeira tradução da Bíblia para o português foi feita por João Ferreira de Almeida, no século XVII. Essa é a versão mais clássica em nossa língua, a mais popular, a que parece mais familiar aos nossos ouvidos.

Ela também é literariamente péssima: Almeida traduziu do espanhol, morando em Jacarta, com pouco acesso a aparatos críticos.

Se não fosse seu status “clássico”, essa versão já teria saído de catálogo literalmente há séculos: em vez disso, ela segue sendo corrigida e revista.

Então, talvez a maior parte das Bíblias que vocês encontrarem para comprar no Brasil, ou para ler na internet, serão versões dela: Almeida Revista e Atualizada (RA); Almeida Revista e Corrigida (ARC), Almeida Corrigida Fiel (ACF), Almeida Edição Contemporânea (AEC), Almeida Século XXI (XXI), Almeida Revisada de acordo com os Melhores Textos (ARM), Nova Versão Internacional (NVI), Linguagem de Hoje (BLH), Bíblia Viva (BV), Mensagem de Deus (BMD).

Todas essas Bíblias são versões da Almeida e eu não recomendo nenhuma.

* * *

A segunda tradução completa da Bíblia para o português foi realizada no século XVIII pelo padre católico português Antonio Pereira de Figueiredo. Também não é boa, por ser uma tradução da tradução: do latim e não das línguas originais.

Pelo menos, e essa é uma grande vantagem, tem uma linguagem bela, poética.

Essa tradução, apesar de não ser efetivamente pior do que a Almeida, hoje, está largamente fora de catálogo no Brasil. Só uma ou outra daquelas velhas Bíblias de mesa, com papel reluzente e fartas ilustrações, ainda trazem essa tradução.

(A explicação desse fenômeno — ou seja, o fato de as pessoas protestantes terem continuado aperfeiçoando sua tradução clássica enquanto as católicas abandonaram a sua e mergulharam em novas traduções a partir dos originais — daria um livro.)

Tenho um certo fraco pessoal pela tradução de Pereira de Figueiredo, pois foi a Bíblia da minha infância, minha primeira Bíblia, justamente em uma dessas edições de luxo, para enfeitar a sala, em um luxuoso suporte dourado.

A família toda era católica, mas só quem lia essa Bíblia era eu.

* * *

Recomendação final

Antes de comprar, folheie as Bíblias, compare notas, compare linguagem, veja a que lhe parece mais fluida, legível, agradável.

Compre no mínimo duas Bíblias, e que uma delas seja a de Jerusalém (BJ).

* * *

Comparações de trechos

* * *

Evangelho de João, capítulo 1, versículos 1 a 5 

(Jo 1, 1-5)

* * *

Em espanhol.

* * *

En el principio era el Verbo
y el Verbo estaba ante Dios,
y el Verbo era Dios.
Él estaba ante Dios en el principio.

Por él se hizo todo,
y nada llegó a ser sin él,
y para los hombres la vida era luz.
La luz brilla en las tinieblas,
y las tinieblas no la impidieron.

La Bíblia Latinoamérica, edición Pastoral.
(Sociedad Bíblica Católica Internacional. 1972, revisada 2005. Bernardo Hurault y Ramón Ricciardi, Chile. Originalmente, com notas fortemente inspiradas na Teologia da Libertação, retiradas na edição revisada.)

* * *

En el principio era el Verbo y el Verbo era con Dios, y el Verbo era Dios.
Este era en el principio con Dios.
Todas las cosas por él fueron hechas, y sin él nada de lo que ha sido hecho, fue hecho.
En él, estaba la vida, y la vida era la luz de los hombres.
La luz en las tinieblas resplandece, y las tinieblas no prevalecieron contra ella.

Bíblia Reina-Valera, RV.
(Casiodoro de Reina, 1569, Cipriano de Valera, 1602, Sociedades Bíblicas en América Latina, 1960. É a Bíblia mais tradicional em espanhol, a que soa mais familiar aos ouvidos hispânicos, às tradições literárias hispânicas.)

* * *

En el principio ya era la Palabra, y aquel que es la Palabra era con Dios, y la Palabra era Dios.
Este era en el principio con el Dios.
Todas las cosas por él fueron hechas; y sin él nada de lo que es hecho, fue hecho.
En él estaba la vida, y la la vida era la luz de los hombres.
Y la luz en las tinieblas resplandece; y las tinieblas no la pudieron tomar.

Las Sagradas Escrituras, Versión Antigua.
(Essa é uma revisão da Reina-Valera, feita por Russell Martin Stendal, na Colômbia, em 1996. Vale a pena comparar de perto as duas versões e conferir o que foi modificado.)

* * *

Antes de que todo comenzara
ya existía aquel que es la Palabra.

La Palabra estaba con Dios,
y la Palabra era Dios.

Cuando Dios creó todas las cosas,
allí estaba la Palabra.

Todo fue creado por la Palabra,
y sin la Palabra nada se hizo.

De la Palabra nace la vida,
y la Palabra, que es la vida,
es también nuestra luz.

La luz alumbra en la oscuridad,
¡y nada puede destruirla!

La Bíblia, Traducción en Lenguaje Actual, TLA.
(Sociedades Bíblicas Unidas, 2004. O objetivo dessa nova versão foi utilizar um vocabulário reduzido, estruturas sintáticas masi simples, frases mais curtas, tendo como público-alvo também as crianças e as pessoas falantes de espanhol como segunda língua. O resultado foi uma versão poeticamente belíssima, belíssima.)

* * *

En el principio existía la Palabra
la Palabra estaba junto a Dios,
y la Palabra era Dios.
Ella estaba en el principio junto a Dios.
Todo se hizo por ella,
y sin ella nada se hizo.
Lo que se hizo en ella era la vida,
y la vida era la luz de los hombres;
y la luz brilla en las tinieblas,
y las tinieblas no la vencieron.

Bíblia de Jerusalén, BJ.
(1967, revisão 2009. Talvez a melhor Bíblia de Estudo do mundo. Tradução de D. Muñoz.)

* * *

Em inglês.

* * *

In the beginning was the Word, and the Word was with God, and the Word was God. He was in the beginning with God. All things were made through him, and without him was not one thing made that was made. In him was life, and the life was the light of men. The light shines in the darkness, and the darkness has not overcome it.

Bible, English Standard Version, ESV
(2001; trad: Good News Publishers.)

* * *

In the beginning was the Word, and the Word was with God, and the Word was God. He was in the beginning with God. All things came into being through him, and without him not one thing came into being. What has come into being in him was life, and the life was the light of all people. The light shines in the darkness, and the darkness did not overcome it.

New Revised Standard Version, NRSV
(1990; talvez a melhor e mais inclusiva Bíblia contemporânea em inglês. Uma das propostas da NRSV é tornar a linguagem bíblica mais inclusiva e menos sexista: então, uma das poucas mudanças entre a ESV e a NRSV é mudar “light of men” para “light of all people”.)

* * *

In the beginning was the Word, and the Word was with God, and the Word was God.
The same was in the beginning with God.
All things were made by him; and without him was not any thing made that was made.
In him was life; and the life was the light of men.
And the light shineth in darkness; and the darkness comprehended it not.

King James Bible, KJV
(1611. A Bíblia mais tradicional, mais literária da língua inglesa. Ela é tão forte que as novas traduções não ousam divergir muito: reparem como as três traduções para o inglês são muito mais parecidas entre si do que as traduções para o espanhol e para o português.)

* * *

As três traduções inglesas são praticamente iguais, enquanto as cinco espanholas são bastante diferentes umas das outras.

Quase todas as versões em espanhol mantiveram o texto em verso; todas as três em inglês transformaram em prosa.

* * *

Em português.

* * *

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela.

Bíblia do Pregador, Almeida Revista e Atualizada
(1993; revisão da tradução clássica de João Ferreira de Almeida, 1654, a mais clássica da língua portuguesa, quase sempre a que nos soa mais familar.)

* * *

Antes de ser criado o mundo, aquele que é a Palavra já existia. Ele estava com Deus e era Deus. Assim, desde o princípio, a Palavra estava com Deus. Deus fez todas as coisas por meio dele, e nada do que existe foi feito sem ele. Ele tinha a vida em si mesmo, e essa vida trouxe a luz para os seres humanos. A luz brilha na escuridão, e a escuridão não conseguiu apagá-la.

Tradução na Linguagem de Hoje, TLH
(1973, revisada 1988; trad: Sociedade Bíblica do Brasil. Uma das primeiras tentativas de criar uma Bíblia mais acessível em língua portuguesa.)

* * *

No começo aquele que é a Palavra já existia. Ele estava com Deus e era Deus. Desde o princípio, a Palavra estava com Deus. Por meio da Palavra, Deus fez todas as coisas, e nada do que existe foi feito sem ela. A Palavra era fonte da vida, e essa vida trouxe a luz para todas as pessoas. A luz brilha na escuridão, e a escuridão não conseguiu apagá-la.

Nova Tradução na Linguagem de Hoje, NTLH
(2000, revisada 2011; trad: Sociedade Bíblica do Brasil. Essa revisão da tradução acima foi tão extensiva que se justificou o “nova” no título. Só nesses cinco versículos dá pra notar inúmeras diferenças.)

* * *

No começo a Palavra já existia;
a Palavra estava voltada para Deus,
e a Palavra era Deus.
No começo ela estava voltada para Deus.
Tudo foi feito por meio dela,
e, de tudo o que existe,
nada foi feito sem ela.
Nela estava a vida,
e a vida era a luz dos homens.
Essa luz brilha nas trevas,
e as trevas não conseguiram apagá-la.

Bíblia Pastoral
(1990, trad: Ivo Storniolo e Euclides Martins Balancin. A Bíblia da Teologia da Libertação, ou seja, a Bíblia de esquerda. Nesse trecho, não dá pra perceber. O viés marxista fica mais evidente nos títulos de seções e subseções, nas introduções e nas notas. Amo.)

* * *

No princípio já existia a Palavra
e a Palavra se dirigia a Deus
e a Palavra era Deus.
Esta, no princípio, se dirigia a Deus.
Tudo existiu por meio dela,
e sem ela nada existiu de tudo o que existe.
Nela havia vida,
e a vida era a luz dos homens.
A luz brilhou nas trevas,
e as trevas não a compreenderam.

Bíblia do Peregrino
(ed: Luís Alonso Schökel, 1997; trad: Ivo Stormiolo e José Bortolini, 2002. Uma das traduções mais bonitas em português, uma excelente Bíblia de Estudo.)

* * *

No princípio era o Verbo
e o Verbo estava com Deus
e o Verbo era Deus.
No princípio, ele estava com Deus.
Tudo foi feito por meio dele
e sem ele nada foi feito.
O que foi feito nele era a vida,
e a vida era a luz dos homens;
e a luz brilha nas trevas,
mas as trevas não a apreenderam.

Bíblia de Jerusalém, BJ
(1973; trad: Joaquim de Arruda Zamith, 1985. Melhor Bíblia de estudo do mundo. Minha primeira recomendação.)

* * *

Jeremias, capítulo 15, versículos 10 a 18, e capítulo 20, versículos 7 a 18.

(Jer 15, 10-18; 20, 7-18)

* * *

Ai de mim, minha mãe, que me geraste,
homem de pleitos e contendas
com todo mundo!
Não emprestei nem me emprestaram,
e todos me amaldiçoam. …

[O]lha que suporto injúrias por tua causa.
Quando recebia tuas palavras, eu as devorava,
tua palavra era meu prazer e minha íntima alegria;
eu levava teu nome, Senhor Deus dos exércitos.
Não me sentei a desfrutar
com os que se divertiam;
forçado por tua mão me sentei solitário,
porque me encheste de tua ira.
Por que minha chaga se tornou crônica,
e minha ferida inflamável e incurável?
Tu és para mim arroio enganador
de água inconstante. …

Tu me seduziste, Senhor, e me deixei seduzir,
tu me forçaste, me violaste.
Eu era o escárnio o dia todo,
todos caçoavam de mim.
Se falo, é aos gritos, clamando:
“violência, destruição!”
A palavra de Deus se tornou para mim
escárnio e caçoada constantes,
e eu disse a mim mesmo: Não me recordarei dele,
não falarei mais em seu nome.
Mas eu a sentia dentro como fogo
ardente encerrado nos ossos:
fazia esforços para contê-la e não podia.
Ouvia o cochicho da gente: “Cerco de pavor”,
vamos denunciá-lo, vamos denunciá-lo!
Meus amigos espreitavam meu tropeço:
Vejamos se ele se deixa seduzir,
nós o violaremos e nos vingaremos dele. …

Maldito o dia em que nasci,
o dia que minha mãe me deu à luz não seja abençoado!
Maldito seja aquele que deu a notícia a meu pai:
“Nasceu um filho teu”, causando-lhe alegria!
Oxalá fosse esse homem como as cidades
que o Senhor transtornou sem compaixão!
Oxalá ouvisse gritos pela manhã
e alaridos ao meio-dia!
Por que não me matou no ventre?
Minha mãe teria sido meu sepulcro;
seu ventre teria me levado para sempre.
Por que saí do ventre
para passar trabalhos e sofrimentos
e acabar meus dias derrotado?

Bíblia do Peregrino – BP.

* * *

Os profetas eram aquelas pessoas chamadas por Deus para profetizar em Israel, ou seja, para denunciar os abusos e pecados da população, para pregar que mudassem seus maus hábitos e para ameaçá-la com os castigos do Senhor.

Era um trabalho duro, duríssimo: precisavam profetizar horrores sem fim para as pessoas que amavam e, naturalmente, sofrer a terrível reação.

(Exemplo de profecia de Jeremias: “o cerco será tão terrível, que a gente que vive em jerusalém comerá a carne dos seus filhos e filhas e devorará os seus próprios vizinhos.” NTLH, 19, 9)

São talvez as figuras mais trágicas, mais atormentadas da Bíblia.

Se você acredita em Deus, são as pessoas escolhidas pelo Senhor para tentar salvar o povo escolhido, mesmo a custa de sua morte social perante seus pares.

Se não acredita, são figuras mais trágicas ainda. Talvez esquizofrênicos que ouviam vozes que acreditavam ser de seu amigo imaginário no céu?

Na minha leitura, gosto de imaginar os profetas como filósofos moralistas que inventaram estar profetizando mensagens desse tal Iahweh (nominalmente adorado mas pouco obedecido) pois era a única maneira possível de, em um esforço heroico e altruísta, contra tudo e contra todos, enfrentando o escárnio e o ódio, desviar seu povo das práticas imorais e antiéticas que lhe estavam destruindo.

Ou seja, de maneira bem cristólogica, eram pessoas que sacrificaram a si mesmos, sua vida e sua paz de espírito, para salvar as outras.

* * *

¡Sufro mucho, madre mía!
¡Mejor no hubiera yo nacido!
A nadie le hice daño,
pero todos me maldicen
y me acusan de rebelde. …

Todopoderoso Dios de Israel,
cuando tú me hablaste,
tomé en serio tu mensaje.
Mi corazón se llenó de alegría
al escuchar tus palabras,
porque yo soy tuyo.

Yo no ando de fiesta en fiesta,
ni me interesa divertirme.
Prefiero estar solo, porque estoy contigo
y comparto tu odio por el pecado.

¿Por qué tengo, entonces,
que sufrir este dolor constante?
¿Por qué no sanan mis heridas?
Realmente, me decepcionas;
eres, para mí, como un arroyo seco;
¡como una fuente sin agua! …

Dios mío,
con lindas palabras me llamaste,
y yo acepté tu invitación.
Eres más fuerte que yo,
y por eso me convenciste.

A toda hora
la gente se burla de mí.
Cada vez que abro la boca,
tengo que gritar:
“¡Ya viene el desastre!
¡Ha llegado la destrucción!”
No hay día que no me ofendan
por predicar tu mensaje.

Hay días en que quisiera
no acordarme más de ti
ni anunciar más tus mensajes;
pero tus palabras
arden dentro de mí;
¡son un fuego
que me quema hasta los huesos!
He tratado de no hablar,
¡pero no me puedo quedar callado!

La gente, en tono burlón, me grita:
“¡Hay terror por todas partes!”
También los oigo cuando dicen:
“¡Vamos a denunciarlo!”
Hasta mis mejores amigos
quieren que yo cometa un error;
buscan cómo ponerme una trampa
para derrotarme y vengarse de mí. …

¡Maldito el día en que nací!
Maldito el que le dijo a mi padre:
“¡Te felicito! ¡Tuviste un hijo varón!”

¡Cómo quisiera que ese tipo
terminara como las ciudades
que Dios destruyó sin compasión!
¡Quisiera que se vuelva loco de remate!

¿Por qué tuve que nacer,
si vivo sólo para sufrir?
Si voy a morir humillado,
mejor hubiera nacido muerto.
¡Así mi tumba habría sido
el vientre de mi madre!

Traducción en lenguaje actual – TLA.

* * *

O trecho citado aqui, em diferentes versões, é um dos meus preferidos do Livro de Jeremias, onde o profeta se volta contra o próprio Deus: amaldiçoa o dia em que nasceu; reclama de ter que discutir e brigar e, consequentemente, de ser odiado por todo mundo; acusa deus de tê-lo seduzido e enganado (!), e de ser traiçoeiro quando ele mais precisa (!!); enfatiza como adorava ouvir as palavras de deus e como elas só lhe trouxeram solidão e ódio; e, por fim, de novo amaldiçoa o dia em que nasceu.

* * *

Como é dura a minha vida! Por que a minha mãe me pôs no mundo? Eu tenho de discutir e brigar com toda a gente desta terra. Não emprestei dinheiro, nem tomei emprestado, e mesmo assim todos me amaldiçoam. …

Lembra [Ó SENHOR] que é por causa de ti que eles me insultam. Tu falaste comigo, e eu prestei atenção em cada palavra. Ó SENHOR, Deus Todo-Poderoso, eu sou teu, e por isso as tuas palavras encheram o meu coração de alegria e de felicidade. Não tenho gasto o meu tempo rindo e gozando a vida junto com outras pessoas. Por causa do trabalho pesado que me deste, fiquei sozinho e muito indignado. Por que continuo a sofrer? Por que as minhas feridas doem sem parar? Por que elas não saram? Será que não posso confiar em ti? Será que és como um riacho que seca no verão? …

Ó SENHOR Deus, tu me enganaste,
e eu fiquei enganado.
Tu és mais forte do que eu
e me dominaste.
Todos zombam de mim,
caçoando o dia inteiro.
Cada vez que falo, tenho de gritar e anunciar:
“Violência! Destruição!”
Ó SENHOR, eles me desprezam
e zombam de mim o tempo todo
porque anuncio a tua mensagem.
Mas, quando penso:
“Vou esquecer o SENHOR
e não falarei mais em seu nome”,
então a tua mensagem
fica presa dentro de mim
e queima como fogo no meu coração.
Estou cansado de guardá-la
e não posso mais agüentar.
Ouço as multidões cochichando:
“Há terror-por-todos-os-lados.”
E dizem: “Acusem Jeremias!
Vamos denunciá-lo!”
Até os meus amigos íntimos
esperam que eu tropece.
Eles dizem: “Talvez ele caia numa armadilha;
então nós o pegaremos
e nos vingaremos.” …

Maldito seja o dia em que eu nasci!
Esqueçam o dia
em que a minha mãe me deu à luz!
Maldito seja o homem
que alegrou o meu pai
quando lhe deu esta notícia:
“É menino! Você tem um filho!”
Que esse homem seja como as cidades
que o SENHOR Deus destruiu sem dó!
Que ele ouça gemidos de dor
pela manhã
e gritos de batalha ao meio-dia,
porque não me matou antes de eu nascer!
Pois assim a barriga da minha mãe
teria sido a minha sepultura,
e eu nunca teria nascido.
Por que nasci?
Será que foi só para ter tristeza e dor
e acabar a minha vida na desgraça?

Nova tradução na linguagem de hoje – NTLH.

* * *

A expressão “terror por todos os lados” é praticamente um bordão de Jeremias, repetida em vários dos seus oráculos:

“Não saiais para o campo, nem andeis pelo caminho, porque o inimigo carrega a espada, terror de todos os lados!” (1, 25, BJ)

Então, quando Jeremias reclama que seus desafetos fazem pouco dele, arremedando suas palavras e chamando-o de “terror de todos os lados”, é uma espécie de metacrítica ao próprio estilo catastrófico e repetitivo dos oráculos de destruição e terror profetizados pelo próprio Jeremias.

* * *

Woe is me, my mother, that thou hast borne me a man of strife and a man of contention to the whole earth! I have neither lent on usury, nor men have lent to me on usury; yet every one of them doth curse me.

O LORD, … know that for thy sake I have suffered rebuke.

Thy words were found, and I did eat them; and thy word was unto me the joy and rejoicing of mine heart: for I am called by thy name, O LORD God of hosts.

I sat not in the assembly of the mockers, nor rejoiced; I sat alone because of thy hand: for thou hast filled me with indignation.

Why is my pain perpetual, and my wound incurable, which refuseth to be healed? wilt thou be altogether unto me as a liar, and as waters that fail? …

O LORD, thou hast deceived me, and I was deceived; thou art stronger than I, and hast prevailed: I am in derision daily, every one mocketh me.

For since I spake, I cried out, I cried violence and spoil; because the word of the LORD was made a reproach unto me, and a derision, daily.

Then I said, I will not make mention of him, nor speak any more in his name. But his word was in mine heart as a burning fire shut up in my bones, and I was weary with forbearing, and I could not stay.

For I heard the defaming of many, fear on every side. Report, say they, and we will report it. All my familiars watched for my halting, saying, Peradventure he will be enticed, and we shall prevail against him, and we shall take our revenge on him. …

Cursed be the day wherein I was born: let not the day wherein my mother bare me be blessed.

Cursed be the man who brought tidings to my father, saying, A man child is born unto thee; making him very glad.

And let that man be as the cities which the LORD overthrew, and repented not: and let him hear the cry in the morning, and the shouting at noontide;

Because he slew me not from the womb; or that my mother might have been my grave, and her womb to be always great with me.

Wherefore came I forth out of the womb to see labour and sorrow, that my days should be consumed with shame?

King James Version – KJV.

* * *

Em um dado momento, Jeremias acusa:

“Tu me seduziste, Iahweh, e eu me deixei seduzir.” (20, 7, BJ, uma tradução mais literal)

A palavra utilizada no hebraico era essa mesma: seduzir, no sentido sexual, negativo.

A belíssima e poética Bíblia do Peregrino enfia o dedo na ferida ainda mais fundo:

“Tu me seduziste, Senhor, e me deixei seduzir, tu me forçaste, me violaste.”

Mas, diante de uma acusação tão feia do profeta ao Deus todo-poderoso, várias e várias traduções da Bíblia tentam suavizar a ofensa:

“Ó SENHOR Deus, tu me enganaste, e eu fiquei enganado.” (Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH)

“Senhor, tu me enganaste, e eu fui enganado.” (Nova Versão Internacional – NVI)

“Persuadiste-me, ó SENHOR, e persuadido fiquei.” (Almeida Revista e Atualizada – RA, e Almeida Corrigida e Revisada, Fiel – ACF)

“Dios mío, con lindas palabras me llamaste, y yo acepté tu invitación.” (Traducción en lenguaje actual – TLA)

“O LORD, thou hast deceived me, and I was deceived.” (King James Version – KJV)

“O LORD, you have enticed me, and I was enticed.” (New Revised Standard Edition – NRSV)

Parabéns para as Bíblias que tiveram culhão de verter para suas línguas de destino toda a força da acusação de Jeremias:

“Me has seducido, Yavé, y me dejé seducir por ti.” (Bíblia Latinoamérica, BL, não por acaso, uma bíblia esquerdista, criada pelos pessoas da teologia da libertação.)

“Tu me seduziste, Javé, e eu me deixei seduzir.” (Bíblia Pastoral, BEP, a edição brasileira e mais esquerdista ainda da mesma bíblia acima.)

“Seduziste-me, ó Senhor, e deixei-me seduzir.” (Almeida Atualizada, AA, uma das versões corrigidas e atualizadas da tradução Almeida, a mais tradicional da língua portuguesa.)

* * *

Ai de mim, minha mãe, porque tu me geraste
homem de disputa e homem de discórdia para toda terra!
Não emprestei e nem me emprestaram, mas todos me amaldiçoam. …

Reconhece [ó Iahweh] que eu suporto humilhação por tua causa.
Quando se apresentavam palavras tuas, eu as devorava:
tuas palavras eram para mim contentamento
e alegria de meu coração. …

Nunca me assentei em um grupo de gente alegre
para me divertir.
Por causa de tua mão, eu me assentei sozinho,
pois tu me encheste de cólera.
Por que a minha dor é contínua,
e minha ferida é incurável e se recusa a ser tratada?
Tu és para mim como lago enganador,
águas nas quais não se pode confiar! …

Tu me seduziste, Iahweh, e eu me deixei seduzir;
tu te tornaste forte demais para mim, tu me dominaste.
Sirvo de escárnio todo o dia,
todos zombam de mim.
Porque sempre que falo devo gritar,
devo proclamar: “Violência, opressão!”
Porque a palavra de Iahweh tornou-se para mim
opróbrio e ludíbrio todo dia.
Quando eu pensava: ‘Não me lembrarei dele,
já não falarei em seu Nome’,
então isto era em meu coração como um fogo devorador,
encerrado em meus ossos.
Estou cansado de suportar, não aguento mais!

Eu ouvi a calúnia de muitos:
“Terror de todos os lados!
Denunciai! Denunciemo-lo!”
Todo aquele que estava em paz comigo
aguarda a minha queda:
“Talvez ele se deixe seduzir!
Nós o dominaremos e nos vingaremos dele!” ..

Maldito o dia em que eu nasci!
O dia em que minha mãe me gerou não seja abençoado!
Maldito o homem que deu a meu pai a boa nova:
“Nasceu-te um filho homem!”,
e lhe causou uma grande alegria.
Que este homem seja como as cidades
que Iahweh destruiu sem compaixão;
que ele ouça o clamor pela manhã
e o grito de guerra ao meio-dia,
porque ele não me matou desde o seio materno,
para que minha mãe fosse para mim
o meu sepulcro
e suas entranhas estivessem grávidas para sempre.
Por que saí eu do seio materno
para ver trabalhos e penas
e terminar os meus dias na vergonha?

Bíblia de Jerusalém – BJ.

* * *

Gostou? Ajudou? Vale a pena continuar falando da Bíblia?

§ uma resposta para Qual Bíblia ler?

  • Lucas Dantas disse:

    Uma das versões que mais tenho lido e apreciado nos últimos dias é a protestante A Mensagem. Deixo aqui um trecho de Jeremias 15:10-18:

    [10-11] Ah, minha mãe! Que infelicidade foi me ter como filho,
    que recebeu a missão infeliz de acusar a nação toda!
    Nunca feri ou prejudiquei uma alma sequer,
    e mesmo assim todos querem minha cabeça.
    Mas o Eterno sabe que fiz o que pude para ajudá-los:
    orei por eles e contra seus inimigos.
    Sempre estive do lado deles, tentando prevenir o desastre.
    O Eterno sabe como tentei!

    [12-14] Ó Israel, ó Judá, o que você poderá fazer contra a máquina vencedora do norte?
    Como castigo por seus pecados, estou dando
    tudo que vocês têm; entregando tudo em troco de nada.
    Vou entregar vocês como escravos a seus inimigos
    de uma terra estrangeira e distante.
    Minha ira é ardente e feroz,
    queimando em juízo de fogo contra vocês.

    [15-18] Tu sabes onde estou, ó Eterno! Lembra-te do que estou fazendo aqui!
    Toma partido a meu favor e conta os que me perseguem.
    Não te omitas enquanto eles me arruínam. Olha para a opressão que estou sofrendo!
    Quando tuas palavras apareceram, eu as comi; eu as engoli por inteiro. Que grande alegria!
    Que prazer tive em ser teu, ó Eterno, Senhor dos Exércitos de Anjos!
    Nunca tomei partido em favor da multidão
    nas suas risadas ou na sua diversão
    Conduzido por ti, caminhei sozinho
    Tu tinhas me enchido de indignação. O pecado deles me deixou perturbado.
    Mas por que este sofrimento crônico?
    Esta ferida cada vez mais profunda, sem perspectiva de cura?
    Tu foste para mim uma miragem, ó Eterno,
    um oásis agradável a distância.

    ****

    Agora, outro trecho de Jeremias 20:7-18

    Tu me forçaste a isso, ó Deus, e eu permiti que o fizesses.
    Mas foi demais para mim
    E agora virei motivo de piada.
    Todos zombam de mim.
    Toda vez que abro a boca,
    estou gritando: “Assassinato!” ou “Estupro!”
    E tudo que recebo por transmitir as advertências do Eterno
    é insulto e desprezo.
    Mas, se digo: “Esqueça!
    Não vou falar mais nada que venha do Eterno!”,
    As palavras queimam como fogo no meu coração,
    incendeiam meus ossos,
    Estou exausto, tentando segurá-las dentro de mim.
    Já não aguento mais!
    Então, ouço cochichos atrás de mim:
    “Lá vai Perigo por Todos os Lados. Prendam-no! Alguém o denuncie!”.
    Velhos amigos me vigiam, esperando que eu me descuide:
    “Um passo em falso, e nós o pegamos. Vamos nos livrar dele para sempre!”.

    Mas o Eterno, o guerreiro mais valente, está do meu lado.
    Meus perseguidores vão levar o maior escorregão
    e cair de cara no chão
    Um espetáculo de humilhação que ninguém vai esquecer.

    Ó Senhor dos Exércitos de Anjos, ninguém te engana.
    Tu enxergas o que se esconde dentro de tudo e de todos.
    Quero que eles recebam a paga pelo que fizeram.
    Entrego minha causa a ti.

    Cantem ao Eterno! Todos os louvores sejam dados ao Eterno!
    Ele salva os fracos das garras dos maus.

    Maldito seja o dia
    em que nasci!
    O dia em que minha mão me deu à luz!
    Seja maldito, repito!
    E maldito seja o homem que levou
    a notícia ao meu pai:
    “Você ganhou um filho, é menino!”
    (Como ele ficou feliz.)
    Que aquela notícia de nascimento seja esquecida,
    apagada dos registros,
    E que o homem que a trouxe seja caçado até morrer
    por causa da má notícia que trouxe.
    Ele deveria ter me matado antes de eu nascer –
    o útero seria meu túmulo,
    Minha mãe ficaria grávida pelo resto da vida
    com o bebê morto na barriga.
    Porque fui sair daquele útero?
    A vida até agora tem sido apenas tribulação e lágrimas,
    e o que está por vir não é diferente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.