A culpa não é da África

O que está destruindo o planeta não é a superpopulação mundial.

Se as sete bilhões de pessoas tivessem o nível de consumo da Etiópia, o planeta tava de boas.

Não dá pra falar de superpopulação sem levar em conta o aspecto classe, como se as sete bilhões de pessoas fossem “iguais”, como se uma equatoriana e uma alemã tivessem a mesma pegada de carbono.

O que está destruindo o planeta é o superconsumismo ocidental.

Inequality-and-overconsumption-need-to-be-dealt-with-together-Dario-Kenner-Why-Green-Economy

* * *

Uma boa definição para “pessoa de direita”: aquela que fala, pensa, reflete sobre qualquer assunto sem levar em conta o aspecto “classe”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

What's this?

You are currently reading A culpa não é da África at alex castro.

meta