uso recreativo

proctoderm é um sabonete líquido específico para a região anal.

na maioria das farmácias, ele está na prateleira dos sabonetes.

em algumas, na dos lubrificantes e preservativos.

essas farmácias são as melhores farmácias.

proctoderm

* * *

o texto é esse. pronto, acabou.

abaixo, algumas considerações inspiradas pela recepção do texto.

* * *

quando postei o microtexto acima, faz alguns meses, recebi uns feedbacks interessantes, como:

“fazendo post só pra gastar onda de comedor de cu, né, gordo transão?”

o mais interessante é que o texto não faz nenhuma afirmação, nem mesmo sugere nada sobre mim.

vai ver eu escrevi o texto porque uso proctoderm.

mas vai ver eu nunca usei proctoderm e só reparei nele porque compro para outras pessoas, seja para minha esposa (que adora fazer sexo anal com seu amante) ou para minha avózinha (que tem hemorróidas).

ou vai ver eu nunca tinha ouvido falar de proctoderm, mas escutei esse comentário da boca de outras pessoas, estranhas na rua ou amigas na mesa de bar, e reproduzi — como faço tantas vezes.

vai ver, de fato, eu uso proctoderm na minha vida de comedor de cu desenfreado.

mas vai ver eu uso proctoderm porque adoro dar o MEU cu a torto e a direito.

vai ver eu uso proctoderm porque tenho hemorroidas (seu uso recomendado) ou, quem sabe, uso nas assaduras da virilha, ou uso como sabonete facial — duas possibilidades de uso sugeridas por pessoas que leram o post original.

vai ver (hahahaha) é post pago pelo fabricante do proctoderm, o laboratório takeda.

de qualquer modo, nenhuma dessas possibilidades acima, por mais possíveis que todas sejam, é sugerida de maneira alguma pelo texto.

como sempre, esse tipo de crítica literária revela mais sobre a pessoa que faz a crítica do que sobre o texto sendo criticado.

e eu me divirto horrores.

* * *

O encontro “As Prisões: Exercícios de Atenção”

É uma instalação artística, indefinível e improvisada, onde exploramos os limites e as possibilidades de nossa atenção, de nossa generosidade, de nosso cuidado. Um espaço de prática, sempre imprevisível, onde pessoas se juntam e se chacoalham, compartilham vivências e trocam histórias e, no processo, criam novos tipos de interação. Um evento que só pode ser presencial pois foi criado para só poder ser presencial, justamente para fazermos aquilo que é impossível de ser feito através de textos.

Foi nesses encontros, realizados desde 2013 nas cinco regiões do Brasil, no contato energizante e polifônico com milhares de pessoas, que os Exercícios de Atenção foram sendo lentamente criados e aprimorados e são, até hoje, praticados.

Tudo o que faço é sempre fundamentalmente gratuito, e os encontros não seriam a exceção. Existe um preço sugerido mas paga quem quer, o quanto quiser.

Hoje, eu literalmente vivo da generosidade alheia: graças às pessoas mecenas, que me sustentam com suas contribuições, não preciso ganhar a vida. Então, o mínimo que posso fazer com essa vida que me foi dada ganha é passar adiante a generosidade: promovo esses encontros como um serviço para as pessoas que precisam dele.

Os próximos encontros “As Prisões/Exercícios de Atenção” (que duram um dia inteiro) vão acontecer no Rio e em São Paulo, no mês de setembro:

— RJ, domingo, 17 de setembro de 2017
— SP, domingo, 24 de setembro de 2017

Além disso, nos próximos meses, também vão acontecer três imersões em três regiões do Brasil:

— Nordeste6 a 8 de outubro de 2017
— Sudeste20 a 22 de outubro de 2017
— Sul19 a 21 de janeiro de 2018

Você vem?

Todos os detalhes estão aqui.

§ uma resposta para uso recreativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.