uma estante em branco

estante em brancojorge luis borges:

“tenho mais orgulho dos livros que li do que dos livros que escrevi.”

* * *

diante de uma pessoa que se pretenda escritora, o papel em branco nos desafia com toda a promessa, toda a pressão, todo o potencial do universo.

estaremos à altura de preenchê-lo?

* * *

em novembro, saí do meu quitinete em copacabana e vim morar com minha quase-irmã sônia no flamengo. hoje, em maio, cada vez mais satisfeito e confortável, instalei finalmente uma estante.

* * *

diante de uma pessoa que se pretenda leitora, a estante em branco nos desafia com toda a promessa, toda a pressão, todo o potencial do universo.

estaremos à altura de preenchê-la?

* * *

nota desnecessária mas ilustrativa

não que o critério deva ser quantitativo mas, em abril, ainda no facebook, li quatro livros; em maio, offline, estou acabando o décimo-quinto. (sobre minhas leituras.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.