заем и займы займер онлайн

займ one click money отзывы

займы яндекс деньги

Prioridades, prioridades

Nossas ações revelam nossas prioridades.

* * *

Domingo de manhã, casa de sucos.

Mauro, 35, redator publicitário, solteiro:

– Que cara é essa?

Lucas, 34, gerente de lanchonete, casado:

– A Hosana agora deu pra reclamar que não estou mais dando atenção pra ela, que está carente, fica de cara fechada, um saco.

– Você casou porque quis. Não foi falta de aviso.

– Ah, vai se foder, porra. A Hosana é a coisa mais importante que já me aconteceu, eu faço tudo por ela, me viro ao avesso pra agradá-la, por que só ela não vê isso?

– Mulher é bicho carente. Parece criança, sabe? Quer beijinho, e quer agora, senão dá piti, e esquece que existe um mundo de verdade lá fora, onde as pessoas têm que trabalhar pra ganhar a vida.

– Por que ela acha que aceitei gerenciar a segunda loja, hein? Caralho, passo 15 horas por dia correndo de uma loja pra outra, tentando estar em dois lugares ao mesmo tempo, pra quê? Por quem? Por nós. Pra gente comprar nosso apartamento, viajar pra Europa, financiar o segundo carro. Ela acha que eu gosto de trabalhar assim?

– Mulher não vê essas coisas, cara. Só se preocupam com elas mesmas.

– E o MBA? Ela acha que o MBA é pra quem? Por mim? Ela já parou de tomar pílula, daqui a pouco engravida, e eu vou ser gerente de loja a vida toda? Vivendo nesse ritmo louco? Depois de tudo o que já trabalho, ainda passo sábado o dia inteiro, de oito as seis, enfurnado em uma sala de aula, pra não falar nos trabalhos e estudos de caso que tenho que fazer por fora. Porra, ela sabe que eu odeio estudar. Ela acha que estou fazendo isso por prazer? Como ela pode não ver?

– Você está investindo no casal, cara. No filho de vocês. Está sendo adulto e responsável. E ela só está pensando no ladinho dela. Sério, você me perdoa, sei que você ama a Hosana, mas essa atitude dela é de uma leviandade fudida. Coisa de menina mimada.

– Sabe que agora ela deu pra reclamar da minha musculação também? Caralho, eu sempre malhei, a vida toda, ela me conheceu assim, sempre elogiou meu abdômen, agora ela quer o quê? Que eu pegue barriguinha? Aí depois ela arranja um Ricardão e diz que foi minha culpa, que eu estou caído, que não soube me cuidar.

– Você tem que bater uma real nela, Lucas. Eu tenho certeza que, se você explicar, ela vai ver como está sendo infantil.

– Olha, nem malhar eu estou malhando direito. A academia fecha às onze e tem dias que eu só consigo chegar lá às dez. Fico até me expulsarem e ainda assim não dá tempo de fazer minha série completa, vou acabar flácido do mesmo jeito.

– Já te disse que a minha é 24 horas, né?

– Eu sei. Ela é meio longe e um pouco mais cara, mas não adianta a outra ser barata se não consigo fazer a minha série. Péraí, o celular. Olha, é ela. Oi meu amor. Bom dia. Você estava dormindo tão linda que não quis te acordar. Vim jogar um tênis aqui com o Mauro e agora estamos tomando um açaí. Eu sei, minha linda. Também sinto a sua falta, meu bombonzinho. Eu sei, eu sei. Já estou voltando e a gente vai almoçar, tá? Fica assim não, minha gatinha manhosa. Poxa, Hosana, eu trabalho a semana inteira, e não posso ir jogar tênis com meu melhor amigo no domingo de manhã? Senão, eu vou ver ele quando? Você tava dormindo, poxa! Tá bom, minha linda, desculpa, eu já estou acabando aqui, chego em casa em meia hora. Fica assim, não, eu te amo.

– Marcação cerrada, hein? Putzgrila.

– Ela é linda, mas fica insegura quando está carente. Tenho que ir.

– Olha, desiste de entender a Hosana. Cérebro de mulher funciona diferente, não dá pra saber o que passa na cabeça delas, quando vão surtar, do que vão reclamar, nada. É uma coisa assim insondável.

– Falou o galalau de 35 que nunca teve namorada de mais de seis meses.

– Por que você não dá um presente bem caro pra ela?

– Eu estava mesmo pensando nisso, sabia? Outro dia, vi um colar do jeito que ela gosta, douradinho com pedras azuis, meio caro, mas vá lá. Amanhã, eu compro. Se isso não resolver, então é porque mulher não faz sentido mesmo.

– Depois não diz que eu não avisei.

– A Hosana é a melhor coisa que já me aconteceu. Eu só não sei como enfiar naquela cabecinha que ela é a única prioridade da minha vida.

* * *

Ilustrações originais por minha amiga querida amada Flávia Tótoli.

* * *

Pós-escrito

Encontro “As Prisões: Exercícios de Atenção” do RJ com desconto: R$99 só até 15 de maio.

No domingo, 20 de maio, vou realizar o primeiro encontro no Rio em mais de um ano. Em uma casa linda no alto do Jardim Botânico. Até o dia 15, o encontro está saindo com desconto: só R$99. (Depois, entra o preço cheio de R$200.)

Os preços são sempre sugeridos: você pode vir pagando menos, você pode vir pagando nada.

O que importa é você vir, sentar com a gente, ouvir com a gente, praticar com a gente.

Para saber mais detalhes e se inscrever:

alexcastro.com.br/encontros/rj

§ uma resposta para Prioridades, prioridades

  • Flaviana Martins Caffer disse:

    Caralho, que texto foda. Faço esse tipo de elogios a comida também hahaha. Prioridades, o que você faz por ou faz com?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

What's this?

You are currently reading Prioridades, prioridades at alex castro.

meta