Nostalgia da pólio

Nunca vi nostalgia alguma que não fosse fundamentada numa sólida ignorância do passado.

rio de janeiro palacio monroe

» leia o texto completo «

uma moça chamada lisa

lisa era pobre mas tinha um nome importante. o seu marido era rico, bem mais velho, mas não tinha nome. casaram. para marcar sua ascensão social, encomendaram um retrato da esposa, então com vinte e poucos. ela posou para o pintor diversas vezes ao longo de anos. ele fazia de tudo para distraí-la e manter sempre um sorriso em seus lábios. (como seria a convivência entre os dois? do que conversavam?) o pintor não ficou satisfeito com o quadro. nunca recebeu o dinheiro da comissão, nunca entregou o quadro inacabado. quando se mudou de cidade, levou o quadro junto. não sabemos a relação do casal com o quadro que encomendaram, não pagaram, não levaram. será que viram? devem ter vivido suas vidas sem pensar muito nisso. lisa teve 5 filhos e morreu aos setenta e poucos. hoje, 500 anos depois, ela talvez seja o rosto humano mais famoso de todos os tempos.

mona-lisa-leonardo-da-vincijpg-304d570c02634b9d

textos que incomodam e perturbam

quero chacoalhar e incomodar. se você não se sente chacoalhada e incomodada lendo meus textos, então, não está funcionando.

» leia o texto completo «

A criança que fui, o homem que inventei

Fazer hoje o que eu quero fazer hoje é mais importante do que fazer hoje o que eu posso vir a querer ter feito amanhã.

» leia o texto completo «

Pelo direito de estarmos confusas

Estar confusa só faz bem.

» leia o texto completo «

Serão os negros criminosos?

Em discussões sobre racismo, de vez em quando me desafiam:

“Alex, não é um fato inquestionável que a maioria dos criminosos são negros?”

Não, não é. Nem perto disso.

quadro negro (2015), de estevão haeser

“quadro negro” (2015), de estevão haeser.

» leia o texto completo «

nosso maior medo é a falta de controle

acidentes aéreos escancaram nossa impotência diante do acaso. teorias da conspiração recuperam alguma medida de controle sobre nosso destino.

» leia o texto completo «

alex fora do facebook

estou saindo do facebook, mais uma vez.

se vc nao paga vc é o produto facebook

» leia o texto completo «

Uma história de quatro pessoas

O que importa não é a vida que levei, mas o que faço com ela hoje.

» leia o texto completo «

esse seu problema aí

somos todas primatas sem alma, vivendo vidas sem sentido, presas na superfície de uma bola de pedra girando em torno de si mesma e se deslocando em círculos pelo vazio do espaço, destinadas a morrer em breve, junto com todas nossas pessoas queridas, assim como nossos países, nossas culturas e nossos idiomas, que vão desaparecer também, aquecidas por um sol que logo se auto-destruirá, levando com ele tudo o que já conhecemos.

então, sinceramente, no grande esquema das coisas, que importância pode ter esse seu probleminha aí?

meus livros preferidos

depois de toda uma vida intensa em leituras, esses são meus livros preferidos.

bíblia, isolada na liderança há 20 anos.

declínio e queda do império romano, firme em segundo lugar, há 15 anos.

dois livros que são tudo que um livro têm que ser: imensos, inexauríveis, inesgotáveis.

dois livros que dá pra passar a vida lendo, que, se fossem os únicos livros que uma pessoa lesse, daria para extrair deles o universo.

BIBLIA-DE-JERUSALEM

» leia o texto completo «

4 coisas

só fofocas.

» leia o texto completo «

é arte

quando realizei um encontro “as prisões” em belém, fui entrevistado pela versão local do “sem censura”, programa ao vivo.

sem_censu_quarta_1

» leia o texto completo «

Sexo: o que é, como definir

Quando me perguntam “com quantas mulheres fiz sexo”, me dou conta de que nem mesmo sei definir o que é sexo.

» leia o texto completo «

resoluções de ano-novo

falar mais baixo.

não ser grosso com a minha mãe.

todo ano, há quinze anos, faço as mesmas resoluções de ano novo.

um ano desses, se tudo der certo, vou conseguir mantê-las a meu contento e, então, trocar de resolução.

até lá, continuo me esforçando nessas.

Uma resenha da “Autobiografia do Poeta-Escravo”, de Juan Francisco Manzano

Por Liliam Ramos da Silva.

Publicada na Revista Mulemba, v. 2, n. 14 (2016), da Faculdade de Letras da UFRJ.

homepageImage_pt_BR

» leia o texto completo «

problemas de primeiro mundo em cuba

só pode ter “problema de primeiro mundo” quem resolveu os básicos “problemas de terceiro mundo”: educação, saúde, moradia.

» leia o texto completo «

pequena teoria sobre a cozinha italiana

na itália, as pessoas comem as massas mais maravilhosas do mundo e nunca engordam.

por quê?

» leia o texto completo «

vidas vividas, escolhas escolhidas

antigamente, eu me perguntava como teria sido minha vida se tivesse feito outras escolhas.

hoje, me pergunto quais teriam sido minhas escolhas se tivesse vivido outra vida.

ler muito é o melhor substituto para a inteligência

se você ler livros o suficiente…

…sempre encontrará alguém minimamente famoso para validar suas opiniões e te fornecer uma argumentação para validá-las muito melhor do que qualquer coisa que você poderia desenvolver por conta própria. » leia o texto completo «