ovelhas negras

não tenho nada a ensinar. não sou mestre, não sou guru, não sou coach.

o pouco que tenho a dizer eu já disse nos meus textos, todos disponíveis de graça na internet. (aliás, nas minhas palestras e oficinas, paga quem quer, paga quem pode.)

não tenho nenhum conhecimento para transmitir de cima para baixo, do “mestre” aos “discípulos”, de alguém-que-sabe aos que-não-sabem. (eu também não sei!)

pelo contrário: ofereço apenas um espaço para os iguais se encontrarem.

o meu público são as ovelhas negras. aquelas pessoas sempre um pouco deslocadas, algo incompreendidas, carentes de interlocutores.

disse um participante:

“acho que é a primeira vez na vida em que estou em um grupo de pessoas e ninguém acha que eu sou excêntrico.”

os eventos são para aprendermos a ser melhores ovelhas negras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.