Essa droga chamada vida

Ontem, aconteceu mais um encontro “As Prisões” na cidade de São Paulo.

prisoes sp 23jul2017

* * *

No Exercício do Espelho, tentamos ver profundamente uma outra pessoa, enxergá-la em todos os mínimos detalhes que estão sendo comunicados sem palavras, mas evitando avaliações subjetivas ou qualitativas.

(O Espelho é uma adaptação do terceiro Exercício de Atenção, “Ver na sua totalidade“.)

O Bruno enxergou e descreveu longamente o Jesus e, ao final, ambos falaram coisas muito bonitas sobre a experiência.

Para o Jesus, o olhar profundo, atento e detalhista do Bruno teve a sensação de um carinho, de um cuidado.

Já o Bruno observou como nossa mente balança em uma tênue, trêmula corda bamba entre a descrição objetiva e avaliação subjetiva, lutando sempre para fugir da realidade concreta e se refugiar em conceitos abstratos.

Por fim, a Leila compartilhou uma bela metáfora sobre a meditação: os pensamentos são trens, nossa mente é uma estação e meditamos observando a passagem dos trens sem embarcar neles.

* * *

Não tenho como colocar em palavras a importância desses encontros para mim. Ouvimos muito, nos expusemos muito, discutimos muito.

Obrigado por terem escolhido habitar, comigo, nossas vulnerabilidades.

Obrigado por enriqueceram a minha vida de maneiras que eu nem imaginava possíveis.

Obrigado por terem vivido comigo essa lindíssima experiência, com muitas histórias compartilhadas, muita emoção, muita atenção.

E muito, muito obrigado a minha querida amiga Alessandra por ter cedido a casa ao nosso encontro.

A foto acima é do Bruno.

* * *

Um depoimento sobre o encontro, escrito pelo Jesus:

forte e especialmente significativa a potência que uma experiência destas tem de ser fincada no corpo e no cotidiano existencial de quem abre o seu eu mais profundo a isto… como uma droga que entra nas veias e circula no sangue excitando lados sombrios e desconhecidos da nossa alma… um encontro desses faz parte daquela lista especial de coisas que reverberam e reverberam e reverberam… esta droga costumo chamar de vida! muita gratidão às pessoas que doaram um dia de suas experiências pela jornada individual para exercitar as possibilidades do comum… exercitar a generosidade da experiência de nos percebermos um galho dessa imensa e maravilhosa árvore que é a comunidade humana!

* * *

Os próximos encontros “As Prisões” (que duram um dia inteiro) vão acontecer no Rio e em São Paulo, no mês de setembro:

RJ, domingo, 17 de setembro de 2017
SP, domingo, 24 de setembro de 2017

Além disso, nos próximos meses, também vão acontecer três imersões em três regiões do Brasil:

Nordeste, 6 a 8 de outubro de 2017
Sudeste, 20 a 22 de outubro de 2017
Sul, 19 a 21 de janeiro de 2018

Acabei de assumir uma responsabilidade absorvente que vai sugar meu tempo pelo próximo ano, então, não devo mais marcar novos encontros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

What's this?

You are currently reading Essa droga chamada vida at alex castro.

meta